sexta-feira

Pau-Brasil

Pau-Brasil
Nome científico: Paubrasilia echinata (Lam.) E. Gagnon, H.C. Lima & G.P. Lewis


            Árvore endêmica do Brasil, não pioneira, semidecídua, espinhenta, da família Fabaceae. Pode chegar até a 12 m de altura, com tronco de até 70 cm de diâmetro, revestido por casca escamosa de cor alaranjada por baixo. Foi muito explorada para a extração de um corante do lenho denominado “brasileína”, muito usado para tingir tecidos e fabricar tinta de escrever, gerando muita riqueza ao reino e caracterizou um período econômico de nossa história, estimulando a adoção do nome “Brasil” ao nosso país e a nomeação de “árvore símbolo do Brasil”.  Floresce no final de setembro até outubro. A maturação dos frutos ocorre de novembro a janeiro.
            Ocorre no Nordeste (Alagoas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe), Sudeste (Espírito Santo, Rio de Janeiro), em vegetação do tipo Floresta Estacional Semidecidual, Floresta Ombrófila (= Floresta Pluvial), Restinga.

Folhas: compostas bipinadas, de 10 a 15 cm de comprimento, com 5 a 6 pares de pinas de 8 a 14 cm de comprimento; folíolos em número de 6 a 10 pares por pina, de 1 a 2 cm de comprimento.
Flores: racemos terminais e axilares.
Fruto: legume equinocárpico.

Saiba mais:

LIMA, H.C. Paubrasilia in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB602728>. Acesso em: 22 Ago. 2017.


LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil, v.1, 6.ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2012. 125p.

Nenhum comentário: