sexta-feira

Jequitibá-rosa

Jequitibá-rosa
Nome científico: Cariniana legalis (Mart.) Kuntze

            Árvore endêmica do Brasil, não pioneira, semidecídua, da família Lecythidaceae. Pode chegar a uma altura de até 50 m de altura, com tronco de até 100 cm de diâmetro, ereto cilíndrico, revestido por casca pardacenta e fissurada. É uma das maiores árvores do Brasil extra-amazônico. Floresce durante os meses de dezembro a fevereiro. A maturação dos frutos acontece de agosto a setembro, produzindo anualmente moderada quantidade de sementes viáveis.
            Ocorre no Nordeste (Bahia, Paraíba, Pernambuco), Sudeste (Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo), Sul (Paraná), em vegetação do tipo Área Antrópica, Floresta Ombrófila (= Floresta Pluvial).
Folhas: elípticas a oval-elípticas, membranáceas, glabras, se, estípulas, de 4 a 8 cm de comprimento por 2 a 4 cm de largura, margens serreadas a serrilhadas, base revoluta, domácia nas axilas, ausência de nervura secundária.
Flores: pequenas, de cor creme, dispostas em panículas axilares e apicais.
Fruto: tipo pixídio, lenhoso.

Saiba mais:

CATENACCI, F.S.; RIBEIRO, M.; SMITH, N.P. Lecythidaceae in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB8543>. Acesso em: 22 Ago. 2017.


LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil, v.1, 6.ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2012. 228p.

Nenhum comentário: