sexta-feira

Ipê-amarelo

Ipê-amarelo
Nome científico: Handroanthus vellosoi (Toledo) Mattos

            Árvore endêmica do Brasil, não pioneira, decídua, da família Bignoniaceae, pode chegar até 25 m de altura, com tronco de até 70 cm de diâmetro, revestido por casca com ritidoma escamoso. Floresce de julho a setembro com a árvore totalmente desfolhada. A maturação do fruto acontece de outubro a novembro. Esta espécie foi escolhida como a “flor símbolo do Brasil” através de decreto federal, devido sua bela florada.
            Ocorre no Sudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo), Sul (Paraná), em vegetação do tipo Floresta Estacional Perenifólia, Floresta Ombrófila (= Floresta Pluvial).

Folha: composta por 5 folíolos elípticos a oblongo-elípticos, quase glabros, de 8 a 16 cm de comprimento por 3 a 6 cm de largura.
Flores: amarelas dispostas em racemos terminais. Sua carola é mais longa do que as outras espécies com a flor amarela.

Saiba mais:
FLORA DO BRASIL. Handroanthus in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB114100>. Acesso em: 17 Ago. 2017.


LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil, v.1, 6.ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2012. 67p.

Nenhum comentário: