sexta-feira

Guaiçara

Guaiçara
Nome científico: Luetzelburgia guaissara Toledo

Árvore endêmica do Brasil, não pioneira, decídua ou semidecídua durante o inverno, da família Fabaceae, pode chegar a uma altura de até 22 metros, com tronco de até 70 cm de diâmetro, revestido por casca pardo-acinzentada com ritidoma escamoso e reticulado. Florescimento de dezembro a fevereiro e maturação dos frutos de março a maio. Sua frutificação não ocorre todos os anos, mas durante sua frutificação ocorre a perda total das folhas em pleno verão chuvoso.
Ocorre no Sudeste (Rio de Janeiro, São Paulo) e Sul (Paraná, Santa Catarina), em vegetação do tipo Floresta Estacional Semidecidual.

Folhas: alternas espiradaladas, estipuladas, compostas imparipinadas, com 9 a 19 folíolos elípticos a oblongos, subcoriáceos, glabros, apresentando superfície superior luzidia, e 3 a 7 cm de comprimento por 15 a 25 mm de largura.
Inflorescência: tipo panícula ereta; bractéola formato linear a lanceolada; indumento da eixo e cálice escuro castanho seríceo.
Flores: avermelhadas.
Frutos: sâmaras.

Saiba mais:
LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil, v.1, 6.ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2012.171p.


CARDOSO, D.B.O.S. Luetzelburgia in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://floradobrasil.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB101117>. Acesso em: 16 Ago. 2017.

Nenhum comentário: