sábado

Manacá-de-cheiro - Brunfelsia uniflora

Nome popular: Manacá-de-cheiro, Manacá-de-jardim
Nome científico: Brunfelsia uniflora
Família: Solanaceae

Origem: Brasil – Mata Atlântica
Clima ideal: tropical e subtropical
Floração: setembro a março
Folhas: perenes
Reprodução: sementes, por estaquia ou - simplesmente – pelo transplante de mudas que surgem das raízes de um exemplar maior. Por mergulhia. Não suporta transplante
Porte: até 3 metros

É uma árvore de folhas pequenas e permanentes, de crescimento de velocidade média. Esta espécie é muito utilizada como ornamento, pela sua beleza e perfume. Esta é uma planta hospedeira de lagartas de borboletas. Elas surgem após o período de floração e não há prejuízo para a planta e assim também haverá lindas borboletas no jardim. Em seu local de origem, durante todo o ano é possível ver na sua proximidade a borboleta-do-manacá, que deposita os ovos apenas nas folhas dessa planta, que é o único alimento de suas larvas. A lagarta peculiar, preta com listras amarelas, é adaptada resistir às toxinas desta planta. Elas não fazem mal a planta, portanto, evite destruí-las. As folhas, raiz e frutos do manacá-de-jardim possuem propriedades medicinais, mas em grandes quantidades são tóxicos para animais domésticos e o homem, podendo causar vômito, diarréia, tremores, falta de coordenação, tosse e letargia por vários dias.

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA
http://www.fazfacil.com.br (Acesso em julho de 2016)
http://www.floradaspalmeiras.com.br (Acesso em julho de 2016)
https://pt.wikipedia.org (Acesso em julho de 2016)
http://www.paisagismodigital.com (Acesso em julho de 2016)
http://www.florestar.net (Acesso em julho de 2016)
http://www.floresefolhagens.com.br (Acesso em julho de 2016)
www.esalq.usp.br (Acesso em julho de 2016)

Nenhum comentário: