sábado

Itaúba - Mezilaurus itauba



Nome Científico: Mezilaurus itauba (Meissn.) Taub.
Família: Lauraceae.
Nomes Comuns: Itaúba, Louro-Itaúba, Itaúba-Amarela, Itaúba-Abacate, Itaúba-Preta, Lorê.

Ocorrência: Região Amazônica, principalmente no Estado do Pará (arredores de Óbidos e do rio Tapajós) e Mato Grosso (parte setentrional), na mata pluvial de terra firme, em solos silicosos e argilo-silicosos não inundáveis. Também nas Guianas e Venezuela.   
Características Morfológicas: Altura de 20-30 m (de porte quase arbustivo em terrenos arenosos ou pedregosos), podendo atingir até 40 metros, dotada de copa geralmente globosa. Tronco reto e mais ou menos cilíndrico, de 60-80 cm de diâmetro, com casca rugosa e fissurada de cor avermelhada. Folhas alternas, simples, agregadas na ponta dos ramos, coriáceas, de margens mais ou menos planas, glabras, de 12-15 cm de comprimento por 4-8 cm de largura, sobre pecíolo plano e glabro de 1-2 cm, com nervuras salientes e reticuladas em ambas as faces. Inflorescência em racemos solitários axilares, quase glabros, de 10-14 cm de comprimento, sobre pendúnculos de 2-4 cm de comprimento e apresenta flores esverdeadas. Fruto baga elipsóide e glabra.
Informações Ecológicas: Planta perenifólia, ciófita até heliófila, seletiva xerófita, clímax, característica e exclusiva da mata pluvial Amazônica de terra firme, onde é abundante, porém muito descontínua na sua dispersão ao longo da área de distribuição. Ocorre preferencialmente no interior da mata primária de terrenos elevados, com solos arenosos ou argilo-arenosos bem drenados e de baixa fertilidade. Apesar de planta clímax, regenera facilmente em áreas abertas, quer proveniente de rebrotas que oriunda de sementes disseminadas por pássaros.
Fenologia: Floresce durante os meses de março-abril. Os frutos amadurecem de junho a agosto.
Obtenção de Sementes: Colher os frutos diretamente da árvore quando iniciarem a queda espontânea ou recolhê-los no chão logo após a queda. Em seguida deixá-los amontoados durante alguns dias em saco plástico até a sua decomposição parcial da polpa visando facilitar a remoção da semente através da lavagem em água corrente. Um quilograma de sementes contém aproximadamente 480 unidades.
Produção de Mudas: Colocar as sementes para germinação logo que colhidas diretamente em embalagens individuais contendo substrato organo-arenoso e mantidas à meia-sombra. A emergência ocorre em 3-5 semanas e a taxa de germinação geralmente é baixa. O desenvolvimento das plantas no campo é considerado lento.

Um comentário:

Sergio Mariano de Oliveira disse...

realmente é baixo a germinação porque tem quatro anos que tento e não consigui nenhuma.vou seguir estas dicas quem sabe este ano consigo1